O Branco Irrisível

O Branco Irrisível

O Branco Irrisível

A procura pela conexão pacífica e fluída da moda convoca e provoca novas e tempestuosas discussões sobre a transmissão da mensagem como referência do que desejamos viver, projetar ou expressar.

A moda conceitual em sua plenitude e em sua contradição, busca a monocromia para revelar uma tendência minimal, para reafirmar o papel de protagonista nessa transformação neocontemporânea.

Bebem nessa fonte hipsters e trendhunters, pois são fiéis escudeiros do novo, de tudo aquilo que ainda não foi tentado e ou usado. São desbravadores de terras pouco amistosas, todavia, fazem de suas respectivas responsabilidades, tratados de fé, de fluidez fashionista e tendência futurista.

A moda off-white acaba sendo o fio condutor para toda sorte e expressão de denúncias, revelações, apelos e militâncias. Ela admite conectar-se com o indivíduo, mas em momento algum, assume a forma ditadora de defini-la ou reconhece-la como branco básico.

Novos avanços dessa conexão alva apontam para uma fluidez fashionista e democrática.

Deixe um comentário