Sensualidade & Espiritualidade na Moda

O profano e o sagrado se encontram para sinalizar a moda e a sedução, sendo contraponto na identificação e expressão da alma, da fé e da própria alma espiritualizada. O sexy sem ser vulgar passa a ser ressignificado e podemos perceber um novo viés nessa interpretação e percepção.
Os blogues de moda identificam claramente as novas tendências e o corpo ultrapassa o entendimento de um cabide. Claramente é possível reconhecer o corpo como o império do efêmero, como igualmente, templo que contempla toda a obra e criação dessa expressão e significado.

O que se veste e o que se transmite através desse conceito, reconhece correlatas formas de expressão, revelação e comunicação.
O óbvio rejeita em definitivo a mesmice vigente. Utiliza-se da premissa de resetar impressões inconscientes da indumentária. Em síntese, a moda é meio e mensagem. Identifica em si o DNA exclusivo de propor um novo olhar sob os olhares treinados e tediosos. Sabe-se invariavelmente desbravador de terras insólitas e inóspitas. Nos convida para uma profunda reflexão sobre o signo, sobre o que se pretende afirmar e ou confirmar. Sendo assim, looks divinos contracena com o divino e o sagrado.

O Branco Irrisível

A procura pela conexão pacífica e fluída da moda convoca e provoca novas e tempestuosas discussões sobre a transmissão da mensagem como referência do que desejamos viver, projetar ou expressar.
A moda conceitual em sua plenitude e em sua contradição, busca a monocromia para revelar uma tendência minimal, para reafirmar o papel de protagonista nessa transformação neocontemporânea. Bebem nessa fonte hipsters e trendhunters, pois são fiéis escudeiros do novo, de tudo aquilo que ainda não foi tentado e ou usado.

São desbravadores de terras pouco amistosas, todavia, fazem de suas respectivas responsabilidades, tratados de fé, de fluidez fashionista e tendência futurista. A moda off-white acaba sendo o fio condutor para toda sorte e expressão de denúncias, revelações, apelos e militâncias. Ela admite conectar-se com o indivíduo, mas em momento algum, assume a forma ditadora de defini-la ou reconhece-la como branco básico.
Novos avanços dessa conexão alva apontam para uma fluidez fashionista e democrática.

Sofisticação em Branco e Preto

Vestir-se tornou-se um ato revolucionário e de denúncia declarada. A moda, quer, ou melhor, deseja viver sua plenitude e independência constantemente. A busca incessante pela máxima: Menos é Mais. Seguindo essa linha de pensamento é possível reconhecer imageticamente uma forte alusão a moda conceitual, a fluidez fashionista, ao minimalismo autoral e as todas insuspeitas obviedades que descansam nos braços monocromáticos da moda e de todos os seus seguidores.

Um tratado permanentemente discutido e abordado por fashion influencers, blogueiros e trendhunters. Assim, afinal, caminha a humanidade. Caminha a passos largos para um presente que já acabou e um futuro que já está acontecendo. Just give some thoughts about that.

Produção de moda |Conceito| Direção Gilbert Antonio